Postado por Tato Deluca:

Antes de mais nada gostaria de expressar que esse post é para que as pessoas reflitam. Não pretendo tomar partido a favor ou contra, mas vou expor a parte boa e ruim das bandas cover. Como muitos sabem, o próprio baixista do ACLLA, Bruno Ladislau foi por muitos anos baixista do Dream Theater Cover, e por esse motivo vocês podem imaginar que temos algum embasamento sobre o assunto.

Quando as pessoas querem entrar no mundo da música, formar uma banda, varias delas optam pelo caminho do Cover. Existem 2 tipos de banda cover: a banda tributo a uma banda específica e a banda de cover “genérico”.

A Banda Tributo faz cover de uma única banda, todo o repertório é composto pelo material da banda escolhida e isso amarra muito os caras no sentido de que a platéia cobra uma execução FIEL ao material original! Normalmente nesses casos você vai encontrar um vocalista com um timbre muito parecido com o original, os guitarristas são praticamente obrigados a tirar os solos nota por nota… e esse tipo de banda é considerada Melhor quanto mais parecida for com a original! Esse tipo de modalidade não da liberdade para versões e nem abre muito espaço para músicas próprias.

A Banda de covers genéricos normalmente escolhe um estilo. Por exemplo: Classic Rock! Uma banda de covers de classic rock vai tocar Deep Purple, Whitesnake, Van Halen, Ozzy, etc. A vantagem é que nessa modalidade a banda pode fazer versões, apesar de que essa liberdade nem sempre é bem vista. Esse tipo de banda exige um vocal versátil, que consiga chegar pelo menos próximo da maioria dos caras das bandas originais. Os solos permitem um pouco mais de liberdade assim como as viradas de bateria. Entretanto esse tipo de banda exige um repertório grande. Uma banda de cover genérico para ser considerada boa precisa de um repertório grande e variado. Quanto maior e mais variado ele for, maiores chances de conseguirem shows em bares… o objetivo final de uma banda de Cover Genérico: Se tornar uma banda de formatura! (O Cachê de uma festa de formatura é altíssimo e exige uma banda que toque de Pop Rock a Axé!)

Vantagens:

Com uma banda cover, os músicos abrem seus horizontes musicais! Permite que eles evoluam em seus instrumentos tirando músicas de outras bandas e é garantido que algum bar vai lhes chamar para fazer show. A banda tem que ser boa – fazer versões muito próximas às originais e entreter a platéia.

Uma banda cover, infelizmente, tem muito mais facilidade de conseguir onde tocar do que uma banda de som próprio! (depois vou voltar nesse assunto)

Quando um país tem dificuldade em trazer shows de bandas originais é legal existirem bandas cover locais que possam trazer o gostinho para a galera de assistir o show de sua banda favorita… mesmo sendo cover… portanto existe um papel importante para essas bandas! As bandas cover divulgam o trabalho das originais e mantém o público destas fiel e aquecido!

Desvantagens:

Os músicos de bandas cover ficam presos! Não existe uma grande liberdade. Quando uma banda cover sobe no palco, 50% do jogo está ganho (se a platéia está lá é porque ela gosta da banda original e quer ver o show), porém se os caras não forem fiéis ao som eles serão vaiados. A platéia é muito mais CRUEL com uma banda cover. Comentários como: Olha que vocalista ridiculo! Puta o solo foi qualquer nota… nossa que banda horrível, etc, são muito comuns.

Um ponto de vista muito comum no meio musical: “Cover é Gozar com o Pau dos Outros”! Precisa ser analisado friamente… existem vantagens e desvantagens nesse caminho, mas vamos voltar a questão das casas de show:

– Os bares vêem muita vantagem em shows de banda cover.  Os caches geralmente são baixos, uma banda cover iniciante normalmente tem que vender um mínimo de ingresso para fazer o show, e se não conseguir ela simplesmente PAGA PRA TOCAR.

– Quando o dono do bar divulga uma banda cover ele automaticamente garante que naquela noite, os fãs daquela banda irão ver o show. Para eles é um público garantido!

Todo esse processo nos leva a um problema GRAVE. O espaço para as bandas de som próprio diminuiu drásticamente nos ultimos anos.

Quando comecei a fazer shows com o Dragon King em 99, algumas casas como o Black Jack abriam espaço para bandas de som próprio na mesma proporção que para bandas cover. Na realidade antes disso o espaço era ainda maior!

Isso estimulava as bandas iniciantes a compor seu próprio material. Como já disse em outros posts, não existe nada mais gratificante no mundo da música do que subir em um palco e ouvir a platéia cantando seu som!

Hoje em dia a molecada começa sempre com cover, se não for desse jeito eles não arrumam onde tocar! Isso é simplesmente um desestímulo à criatividade, isso mina o cenário, a pessoa para compor músicas próprias hoje tem que ser muito mais ousada do que há 10, 20 anos!

Eu sempre incentivei meus amigos de bandas covers a fazerem seu próprio som… hoje em dia parece que a pessoa toca covers por alguns anos e depois “digi-evoluem” para bandas de som próprio! Mas não é assim que precisa ser!

Quanto mais bandas novas de músicas próprias surgirem no Brasil, mais forte ficará o cenário!!! Precisamos de bandas novas, idéias novas, ídolos novos para os fãs de Heavy Metal! Cada vez mais, novas bandas surgem, mas elas precisam de espaço para tocar!!!

É realmente muito complicado ter uma banda de som próprio, os bares e casas de show se viciaram em bandas cover! Elas preferem colocar uma banda que faz cover de uma banda famosa do que uma banda de som próprio para fazer um show! Basta ver o dia que tocam bandas de som próprio nas casas: Quarta, Quinta, Domingo na matinê. Ou então as vezes surge a oportunidade de uma banda de som próprio ABRIR pra uma banda cover….

QUE ABSURDO!!!!!!!!!!!! Vocês imaginam o Iron Maiden abrindo para um Led Zeppelin Cover?????????????????? Mesmo no inicio da carreira, isso é uma tremenda inversão de valores!

Nós, os fãs, e os donos das casas de show, mídia, etc, deveríamos apoiar 100% as bandas de som próprio senão vamos matar o cenário!

Outra coisa que me preocupa muito. Bandas que fazem cover de bandas nacionais. Nada contra quem tem um Angra Cover ou um Sepultura Cover, etc… mas pensem nisso:

– O cachê de vocês é 200 reais. O cachê dos caras é  10.000 (por exemplo), quem vocês acham que o dono do bar vai chamar pra fazer um show?

Pois é. Existem alguns casos em que a banda cover pode simplesmente tirar a chance de uma banda original tocar em um lugar. Pra que o dono da casa vai se esforçar em chamar a banda original se ela pode simplesmente colocar o cover lá por 50 vezes menos? Ok, posso estar exagerando, mas eu fico preocupado com essa possibilidade!

Bom de todo modo esse é um texto para refletir, quero ouvir a opinião de vocês galera… quanto aquela parte do público que julga a banda cover, ele também existe para bandas de som próprio, mas isso é assunto para outro post!

Até a próxima!
/|\

Anúncios