Atitude, inconformismo, superação, união e revolução (autor: Ciro Campos – R7.com)

É possível uma banda “green” soar tradicional e ao mesmo tempo moderna no explorado mundo do heavy metal? 

Concebida em 2007 pelo vocalista Tato Deluca, o AcllA é uma banda com uma proposta lírica totalmente focada nos conflitos que a humanidade está enfrentando neste início do novo milênio: um mundo à beira de uma iminente mudança climática, uma crescente conscientização de pessoas quanto as suas responsabilidade para com o meio ambiente, e é claro, o conflito interno das pessoas. Como enfrentar o dia a dia em um mundo caótico como este? Como preocupar-se e sentir-se parte da natureza, sendo que primeiro é preciso curar suas próprias feridas? 

Para responder essas e outras perguntas, Tato Deluca resolveu usar a música para ajudar as pessoas que desejam tomar alguma atitude a se re-conectar com a Terra. Com a ajuda do produtor Ricardo Nagata, Deluca montou um time de músicos de primeira: Bruno Ladislau, no baixo; Denison Fernandes, na guitarra; Eloy Casagrande, na bateria; Chrystian Dozza, na outra guitarra, e Tato Deluca, nos vocais. 

Desde abril de 2009, a banda AcllA segue em estúdio, gravando o álbum “Landscape Revolution”, que evidencia a mistura de influências do conjunto. Trazendo um som pesado, composto por timbres modernos e uma rítmica atual e bem trabalhada, “Landscape Revolution” declara a paixão e respeito pela natureza, expondo a situação de alerta que o planeta passa. ”Você realmente acha que estaremos seguros e intocáveis enquanto a natureza morre?” – cita a música “Beyond the Infinite Ocean”. 

Além de “mudança de atitude”, a banda também passa outras mensagens como: superação, persistência e ligação com a natureza através da visão dos povos indígenas. 

Tudo isso embebido de muito Rock, horas mais pesado, horas mais comercial, em uma revigorante variedade sonora.  

O álbum será lançado no fim de março, inicialmente, de maneira independente e contará  com 12 músicas, que ainda não tem uma ordem definida. A banda está  disponibilizando uma versão ainda não mixada da música THE TOTEM, além de bastidores das gravações no canal do Youtube: (www.youtube.com/acllapromovideos) e também através de uma comunidade criada no Orkut. Em breve, site e Myspace (fevereiro). 
 

A Banda 

O primeiro a vestir a camisa do AcllA foi Bruno Ladislau, professor do Conservatório Músical Souza Lima, que na época era baixista da banda cover oficial do DREAM THEATER no Brasil. Conhecido pela sua extrema técnica e velocidade nos dedos, foi Ladislau que propos o nome a banda. Paralelamente, o baixista deixou a banda de covers e fez parte da renomada banda cristã ETERNA, além de trabalhar com os músicos Maurício Leite, Mello Junior, Rafael Bittencourt (ANGRA) entre outros. A aparição mais rescente de Bruno Ladislau foi como músico de apoio da turnê brasileira de Tim Owens, ex-vocalista do JUDAS PRIEST.

Após a entrada de Ladislau, o grupo convidou o virtuoso guitarrista gaúcho Denison Fernandes, renomado professor do Conservatório Musical Souza Lima, para assumir as seis cordas. Denison, que já havia lançado trabalhos solo, e trabalhado junto com alguns dos maiores nomes da guitarra brasileira, entre eles, Eduardo Ardanuy (DR. SIN) e Kiko Loureiro (ANGRA), trouxe toda a técnica de um músico com quase 20 anos de experiência. No final deste ano, Denison Fernandes foi convidado a encarar um dos maiores desafios de sua carreira – substituir o guitarrista Edu Ardanuy (considerado o maior guitarrista do Brasil) em um show da banda DR. SIN. 

Em julho de 2008, a banda seguia sua busca por um baterista, quando Bruno decidiu convidar seu amigo, o jovem baterista Eloy Casagrande para assumir as baquetas. Eloy, que toca com a banda ANDRÉ MATOS, já participou de diversos programas de televisão como o programa do Faustão na REDE GLOBO pela qual já foi convidado seis vezes. O enorme talento é conhecido internacionalmente desde seus 14 anos de idade, quando ganhou, em 2005, o festival da revista norte americana MODERN DRUMMER – o maior concurso de bateristas do mundo na categoria sub-18.   

Em dezembro de 2008 o AcllA finalmente encontrou seu segundo guitarrista, Chrystian Dozza – violonista erudito, professor da Universidade Livre de Música. Com apenas 26 anos, Dozza é conhecido como um dos maiores talentos do violão brasileiro, assumindo recentemente um lugar no quarteto de violões QUATERNAGLIA. Além de suas habilidades acústicas, Dozza traz ao AcllA uma energia nova à guitarra, com solos mais sentimentais influenciados pelo blues e o folk.  

“Quando comecei a compor e a escrever letras, decidi que não queria apenas fazer musicas legais para as pessoas assobiarem, mas que as letras deveriam ter uma mensagem, algo que fizessem as pessoas pararem pra pensar… algo que respondesse questões como: Por que devo respeitar a Natureza, como posso fazer isso? Como devo enxergar os animais, as plantas, os rios? O que eles são, o que eu sou nesse meio? Qual minha responsabilidade?” diz o vocalista Tato Deluca, que se dedica à música desde 1994.  

A proposta “Green” 

As letras buscam a conexão com a Terra. Esta é a proposta Green: o encarte do álbum será impresso em papel reciclado, a banda apoia a distribuição gratuita de arquivos mp3, além de assumir uma postura mais ativa em relação à sustentabilidade. A real intenção é além de passar a mensagem com as letras, “alfinetar” a sociedade em entrevistas. Falar claramente o que está acontecendo no Brasil e no mundo, sobre o que precisa ser feito para diminuir nosso impacto no planeta, conservar a Amazônia, sobre o absurdo das madeireiras, da devastação pra criar pasto para gado. O mundo pode mudar, para pior ou melhor, e a hora de fazer alguma coisa é agora! 

 /|\

Anúncios